Inglês no médico: como descrever sintomas, comprar remédios e “se virar” no exterior | Survival English #4

Ficar doente is no fun (não é divertido) e nunca sabemos quando vai acontecer, principalmente quando viajamos e nos encontramos em um ambiente completamente novo, com comidas novas, germes, e parasitas com os quais os nossos corpos talvez nunca tiveram contato. Tudo que podemos fazer é nos previnir mantendo nossas vaccines (vacinas) up-to-date (atualizadas) e uma alimentação saudável e balanceada, às vezes suplementada por algumas vitaminas to boost (para levantar/reforçar) nosso immune system (sistema imunológico). Mas mesmo assim, acontece! E se acontecer fora do Brasil??? Oh well, bora aprender então algumas palavras, frases, e nomes de remédios que podem literally (literalmente) save your sick ass (salvar você) and some money (e poupar o seu dinheiro)!

Então se você ainda não assistiu ao vídeo “INGLÊS NO MÉDICO: SINTOMAS, DOENÇAS E FARMÁCIA | Survival English #4,” não perca! E pra você que já assistiu, aqui segue uma “recap” (recapitulação) do vocabulário e das “key sentences” (frases coringa) ensinadas no vídeo, reacheada de outras dicas e expressões compartilhadas pela Laís do @meninaviajei!

BASIC VOCABULARY – Vocabulário Básico

– Pharmacy / drugstore – Farmácia

– Hospital – Hospital

– Doctor – Médico

– Nurse – Enfermeiro (a)

– Pharmacist – Farmacêutico

– Can I talk to the pharmacist? (Posso falar com o farmacêutico?)

– Cadeira de rodas – Wheelchair (Please, I need a wheelchair. /Por favor, eu preciso de uma cadeira de rodas)

– Ambulance (We need an ambulance. / Precisamos de uma ambulância.)

*Cultural Tip: Outra maneira de dizer “médico” em inglês é “physician” e, nos Estados Unidos, existem duas categorias de médico: o M.D. (Medical Doctor, que pratica medicina alopática, que é o mesmo tipo de formação que as escolas de medicina dão no Brasil, por isso TV shows como o Dr. House, chama House M.D.), mas também existe o D.O. (Doctor of Osteopathic Medicine, que na teoria pratica medicina com uma abordagem osteopática, o que a grosso modo significa com menos remédio e mais terapia). Mas hoje em dia não há mais muita diferença na atuação porque muitos alunos que se formam D.O.s acabam fazendo residência em programas M.D. e acabam atuando dentro da abordagem da medicina alopática (convencional). Além de médicos é importante notar que registered nurses (enfermeiras padrão) e physician assistants (assistentes médicos) são licenciados para dar certas prescrições médicas e para atuar em certos procedimentos, sem a necessidade da autorização de um M.D. ou um D.O.

*Cultural Difference: Nos Estados Unidos, quando admitido (a) ao ER (emergency room/ pronto-socorro) você não será atendido (a) diretamente por um médico, com excessão de você ter sofrido algum trauma (acidente grave). Você será “screened” (avaliado) pelo time de nurses e, dependendo do seu problema, pode ser que você nem chegue a se consultar com um physician, apenas com o physician assitant, que é um tipo de profissão médica que recebe um treinamento mais curto (bacharelado mais 2 anos na escola de medicina, em contraposição com o médico que tem um bacharelado e 4 anos na escola de medicina, mais 3 ou mais naos de residência) e pode atuar na medicina sob a supervisão de um médico. Por exemplo, physician assistants podem fazer exames de “pap smear” (papa-nicolau), dar precrições para tratar “colds”(resfriados), “yeast infections” (candidíase) e dar assistência ao médico em uma cirurgia, mas não são licenciados para fazerem uma cirurgia autonomamente.

*Note: Para ser médico nos EUA, você precisa ter um bacharelado em qualquer área, mas normalmente candidatos à escola de medicina cursam química ou biologia porque preciam ter algumas aulas dessas matérias no currículo, precisam então passar no MCAT (Medical College Admission Test), ter experiência de trabalho na área médica, por exemplo trabalho voluntário em um hospital, dentre outras atividades extra-curriculares não relacionadas à medicina, por exemplo praticar dança, tocar em uma banda, estudar línguas, ter feito intercâmbio, etc, além de ter tido notas excepcionais durante o ensino médio e a faculdade. Depois de construir seu currículo (CV) o candidato passará pelo processo de “application” que inclui um essay (uma redação), muitos formulários, a entrega do seu CV e, se selecionado, passará por uma entrevista com a faculdade em questão. Se passar a entrevista o candidato precisa garantir que tem os “funds” (fundos) necessários para pagar a faculdade porque, a não ser que ele (a) tenha uma scholarship (bolsa de estudos), não existe faculdade gratuita nos Estados Unidos. Então se você acha que entrar direto do ensino médio na medicina da USP é difícil? Think again! E aqui não existe clínico geral como no Brasil (médicos que não cursaram residência). Aqui os “clínicos gerais” cursam a residência de “Primary Care” ou “Internal Medicine” e, por isso, você nunca verá médicos com menos de 26 anos atuando em nenhum hospital ou clínica.

MEDICATION – Remédios

I’ve been prescribed medication from the doctor. – O médico me receitou remédio.

Medicine – Any drug or remedy for use in treating, preventing, or alleviating the symptoms of disease (qualquer droga usada para o tratamento, prevenção, ou alívio dos sintomas de uma doença), ou “Medicina”, a profissão em si.

Drug (bem comum) – I got some drugs from the doctor. (Eu recebi alguns medicamentos do médico)

Pills – Comprimidos

The doctor gave me some pills for my heart. (O médico me receitou comprimidos para meu coração)

I need a pill for my headache. (Eu preciso de um comprimido pra dor de cabeça)

– The pill – Pílula anticoncepcional

I’m on the pill – Estou tomando anticoncepcional

            *Fun Fact: A pílula anticoncepcional também é chamada de “birth control”.

– Tablets –  Comprimidos de formato chatinho, tipo o Dipirona no Brasil, ou AS.

– Capsule – Cápsula

– Shot – Injeção ou Vacina

I’m going to give you a prescription. (Vou te dar uma prescrição/receita)

– Sickness / Illness – Doença (qualquer que seja ela)

I have diabetes. (Eu tenho diabetes).

I feel under the weather (Eu estou me sentindo mal)

– Disease – Doença (diferente de sickness esse termo é usado para doenças mais perigosas ou contagiosas, por exemplo, cancer, heart disease (doenção do coração), measles (sarampo), etc.

– Injury – Ferimento

I broke my leg. (Eu quebrei a perna).

– Disorder – Doença (diferente de illness, sickness, and disease, disorder comumente se refere a doenças mentais ou o mal funcionamento de alguma parte do corpo, por exemplo, esquisofrenia, eating disorder (anorexia, bulemia), speech disorder (problema de fala),

SEEING THE DOCTOR – Visitando o Médico

I need to see the doctor. (Eu preciso ver o médico/ ir ao médico)

– To make an appointment (with the doctor) (Marcar uma consulta (com o medico)).

– Health insurance plan – Plano de saúde/ Convênio

            *Tip: Nos EUA qualquer visita ao médico (Urgent Care, Hospital), principalmente ao ER (pronto socorro), é extretamente cara.  Não existe atendimento gratuito. Consultas custam em torno de 250-300 dólares, exames em torno de 100-200 dólares, antibióticos pode custar entre 80  e 100 dólares, partos são cerca de 40 mil dólares, e assim vai. Por isso, o governo Americano exige que todos os intercambistas, estudantes, e trabalhadores estrangeiros tenham plano de saúde. Se você está vindo apenas de férias, eu recomendo que você faça um seguro viagem, principalmente se sua estadia for maior que uma semana. Um seguro viagem pode te custar de 300 a 600 reais, mas uma estadia em um hospital Americano pode te custar mais de 1,000 dólares, só para tomar soro, por exemplo.

To get a prescription (Pegar a receita médica)

To take your prescription to a pharmacy (Levar sua receita na farmácia)

Dosage/ dose (twice a day / two pills after main meals) (Dosagem/ dose – 2 vezes ao dia/ 2 comprimidos após as refeições principais).

DESCRIBING YOUR SYMPTOMS – Descrevendo seus sintomas

– I have a fever. (Eu estou com febre)

– I’m feverish. (Eu estou febril)

– I’m sick. (Estou enjoada/ Estou doente – de maneira geral – para ser específico em dizer que está enjoado diga “I’m nauseous”)

– I feel like vomiting. (Estou com vontade de vomitar)

– I’m going to throw up. (Eu vou vomitar)

            *Fun fact: Outras de maneiras, dentre muitas mais, de dizer que você vai vomitar são:

  • To Barf
  • To Puke
  • To Regurgitate
  • To Cough up your cookies
  • To Feed the fish (es)
  • To Ralph
  • To Urp
  • To Heave up Jonah

– I’m feeling weak (Estou sentindo fraqueza).

– I feel weak now. / I’m weak now. (Estou com fraqueza)

– I’m dizzy. / I’m feeling dizzy. (Estou com tontura)

– I have a bad cough. (Estou com uma tosse forte)

– I can’t stop coughing. (Não consigo parar de tossir)

– I have a runny nose. (Meu nariz está escorrendo)

My nose is running. (Meu nariz está escorrendo)

I have a stuffy nose. (Meu nariz está entupido/ congestionado)

– My neck is stiff. (Meu pescoço está duro/ torcicolo)

– I have a stiff neck. (Estou com torcicolo)

– I have sprained my ankle. (Torci o tornozelo)

– I have a sprained ankle. (Meu tornozelo está torcido)

– Cramps – Cólicas / Cãimbras

I’m on my period – Estou menstruada.

– Flu – Gripe

– Sore throat – Dor de garganta

PAIN X ACHE X HURT

– Pain e Ache são geralmente usados como substantivo e significam “dor”, mas com uma pequena diferença de significado.

– Pain – Geralmente é usado para designar uma dor mais intensa, difícil de ignorar.

– Yesterday I felt a terrible pain in my stomach. They discovered it was appendicitis. (Ontem eu senti uma dor horrível na minha barriga. Eles descobriram que era apendicite).

            *Note: A palavra “stomach”quer dizer estômago, mas também é usada para se referir a sua belly (barriga) de maneira geral. Uma barriga reta/de prancha é uma flat belly/stomach.

– Ache – desconforto menos intenso que pain, pode durar mais que uma pain. Aquela dorzinha chata que fica lá, sabe? Você nunca diz “I have an ache in my leg”, mas sim “I have a pain in my leg”. Mas você pode dizer que depois de correr “My legs started to ache” (Minhas pernas começaram a doer).

-Stomach ache, toothache, earache, backache – Dor de estômago, dor de dente, dor de ouvido, dor nas costas.

– Headache – Dor de cabeça

– I have a terrible backache. (Estou com uma dor nas costa terrível)

– Hurt: (verb) – machucar/ doer – pode ser verbo ou adjetivo

A causa da dor geralmente terá um fator externo envolvido (não é algo interno como pain e ache). Bater o pé, bater a cabeça.

-I hurt my foot. (Eu machuquei meu pé)

– I hurt my head. (Machuquei minha cabeça)

– My head hurts (Minha cabeça está doendo)

*Note: Neste caso pode ser por causa de uma dor de cabeça (headache) ou porque você bateu a cabeça

– My stomach hurts. / My tummy hurts (Minha barriga dói)

            *Note: Tummy é uma maneira infantil de se referir a barriga.

– My back hurts. (Minhas costas doem)

– I have hurt my back. (Eu machuquei minhas costas)

– He was badly hurt in the car crash. (Ele foi seriamente ferido no acidente).

 

OVER THE COUNTER MEDICATION (OTC) – Remédios que você pode comprar sem prescrição

Tylenol – Usado para headache e outras dores ou febre.

– Do you have Tylenol? (Você tem Tylenol?)

– Advil or Alieve – São remédios para dor de cabeça

– I need some Advil. (Eu preciso de Advil)

– Do you have any Advil? (Você tem Advil?)

– Headaches, cramps (Dores de cabeça, cólicas)

Aspirin – Aspirina

Pepto bismol – Remédio para diarréia (diarrhea) e mal estar estomacal.

Imodium – Remédio para diarréia (diarrhea)

I need some imodium. (Eu preciso de Imodium)

– Do you have imodium? (Você tem Imodium)

Youtube Comments, Questions, and Notes

Remédio Tarja Preta – Controlled Medicine/Drug

High Blood Pressure – Pressão alta

The runs – Maneira nojenta de dizer diarréia

Xanax – Mesma coisa que alprazolam. É um calmante

Walk-in – Pessoa que chega para o atendimento de um serviço sem agendamento prévio.

Preciso de um Nebulizador – I need a nebulizer

Sneeze – Espirro

Itch – Coceira

Rash – erupção cultânea (tipo quando temos alergia)

Strep Throat/ Tonsilitsis – Amidalite

Pink eye – Conjuntivite

Em parceria com a Carina Fragozo, o time do @meninaviajei estará recapitulando os episódios do Survival English e respondendo às perguntas de vocês. Caso tenham outras perguntas podem mandar e-mail para meninaviajei@gmail.com e sigam o meninaviajei no Instagram para receberem os updates do meninaviajei.com e do canal no www.youtube.com/meninaviajei que divide os altos e baixos e as curiosidades da vida de uma estudante brasileira nos Estados Unidos, dando dicas sobre o que esperar e o que fazer quando já estiver aqui.